Articoli per mese: Giugno 2017

“Non t’amo più, ma tengo a precisare che non c’è un altro uomo nel mio cuore, con questo me ne posso pure andare, farò i bagagli e senza
continua a leggere...
Quando o amor perde o rosto Um fiasco deixa de ser E o combate esta por acontecer. Só quem se curva ao amor Sabe curar cada etapa da ferida. Sabe
continua a leggere...
Faceva così caldo che il diavolo s'affacciò da un vulcano disse è meglio sotto e se ne ritornò agli inferi Il sole si faceva i selfie con le
continua a leggere...
Si dice che i robot verranno usati in ogni campo per sostituire: commessi, cuochi, barman, impiegati, barbieri, parrucchieri e, per finire,
continua a leggere...
sogno ed incubo di un viaggio mai vissuto tra gole aride e falsi feticci - ora chiede solo di andare dove l’occhio ancora vede e guardare ciò
continua a leggere...
filosofia di una vita infame soffocata da un cuscino di piume si spezza in schegge pungenti e guardati! Non hai sangue sei un falso d’annata!
continua a leggere...
“Son chiuso dentro il grembo di mia madre da circa nove mesi, e, tra non molto, dovrei vedere il volto di mio padre …, però, vi giuro, che ne
continua a leggere...
Não há lágrimas que aniquilem as magoas do desamor. Porém acariciam a face Serenando seu furor. A paixão não da trégua Grita, se esmera por
continua a leggere...
Agora doe acordar. A razão pra me vivificar Já não posso mais alcançar. Abandono-me ás recordações. Descuido-me das emoções Penetro-me em
continua a leggere...
Só mais um sonho Um sonho delirante É um mundo diferente, no mundo que estou Vejo tudo que quero de perto Tem cheiro, tem sexo. Solta gemidos de
continua a leggere...
USE OS MEUS BEIJOS Use os meus beijos, para se satisfazer. Cada um com um sabor todos dedicados a você. Use os meus beijos, abundantemente
continua a leggere...
Não posso mesmo ter você. Todos os sentidos estão mudos, e aéreos ao meu ser. É o fim de você em mim. É chegada a hora, de adeus ter que
continua a leggere...
Que te custas, amor? Dar-me um pouco as tuas mãos; Para acariciar-me a face, os cabelos e o coração. Que te custas, amor? Deixar-me deitar em teu
continua a leggere...
A primeira coisa que tenho a esquecer, É está de vida, De ter vida com você. Outra coisa que também tenho pra esquecer, Nesta coisa de vida, de
continua a leggere...
Continuo contínuo Contendo contigo Conteúdo confuso Contraio contato Contando contratar Controle contrário Contemplo contente Contagio completo
continua a leggere...
Beijar o vento, Jogar ao ar pensamento. Sorrir de uma doce lembrança, Enquanto que no rosto, a lágrima descansa. Correr para os braços da
continua a leggere...
O eco que ouço da minha dor, (re) bate nas paredes deste infindo vazio, E por vezes deixa-me insana. Prostro-me imóvel e ciente de; Não pode
continua a leggere...
Quando a dor está muito grande, eu busco das lembranças, o prazer de estar contigo. É um estar quase sem estar. Porque mal posso te tocar. És um
continua a leggere...
Não tenho mais nada de meu Só eu e o que sinto por ti. Coisas que julgava serem minhas nunca foram, nunca me pertenceram. Olho para o mundo, tudo
continua a leggere...
Pensamentos São letras Sem cores Sem contornos São palavras Não concebidas Não editadas Não pronunciadas São expressões Da alma Dos olhos
continua a leggere...
DE ONDE NASCE O POEMA? Nasce do sonho de vida da dor de uma partida da rejeição de um amor ou do nascer de uma flor Um poema nasce da emoção
continua a leggere...
POBRE DE MIM! Andas a fazer sol em meu corpo E de penitencia ainda me pedes Que te aqueças. Pobre de mim! Que sou apenas a eternidade Dos
continua a leggere...
AH, MEU AMOR! Ah, meu amor o dia amanheceu. Não senti o teu calor. Talvez você de mim se perdeu E não mais tem gula Deste meu amor. Ah, amor
continua a leggere...
Sê meu rei. Seja a fonte que nutre meus instintos Sê meu dono, meu arrimo. Sê meu amante, meu menino Seja a força de meu intimo Sê sereno e
continua a leggere...
HOJE PEDI PERDÃO A DEUS Hoje pedi perdão a Deus Pedi que me perdoasse Por meu coração quase explodir Sempre quando penso em ti. Orei ao meu
continua a leggere...
Agora despida deste amor Rumino o passado Como um cão flagelado Devolva-me a doçura que te dei Não es digno de abrigar Nem mesmo de mencionar
continua a leggere...
Acordo dentro do meu sono eterno buscando ainda os pulsos de meu coração vejo que minha vida não foi esperta que fora banida de mim Sem resgate,
continua a leggere...
La vita vola alta su vette di montagne irraggiungibili a volte sbatte le ali e si ferisce oppure plana in caverne a quote troppo basse. La vita
continua a leggere...
“Marisa, sto cercando da più mesi un piccolo, ma sobrio, appartamento per vivere i miei giorni del futuro in modo da apprezzarne il gradimento.
continua a leggere...
Il caldo arrostisce le cicale qualcuna emette canto d'aiuto e disturba il sonno degli alberi col fogliame pregante imbalsamato nella vibrante calura
continua a leggere...
1 2 3